domingo, 1 de junho de 2008

PATO DONALD E O PT


Pato Donald tinha quatro sobrinhos: Luisinho, Zezinho, Huguinho e Arvorezinha, e queria dar um presente para um deles que andava muito comportado ultimamente, mas não queria desagradar aos outros. Chamou os patinhos e disse: - Meninos, eu tenho um presente muito especial para um de vocês que é meu sobrinho mais comportado, quem vai querer? Os patinhos gritaram em coro: - Eu quero, eu quero! - Que enrascada! – pensou. Não havia consenso em quem deveria ganhar o presente.

Arvorezinha, (que apesar de nascido pato, devido a uma anomalia genética tinha RABO DE PAVÃO e por isso se achava superior aos outros), quando viu que não era ELE o consenso ficou muito irritado e ameaçou se emburrar de novo. Mas Pato Donald tinha se filiado ao PT e andava muito esperto ultimamente. - Já sei o que fazer!

Pato Donald chamou Luisinho e Zezinho, (também conhecido como “Jotinha”) e explicou: - Meninos, na verdade este presente não é para nenhum de vocês três, é para o Arvorezinha, pois ele era muito rebelde e agora virou um bom menino que nem vocês. Mas não fiquem tristes! Se vocês concordarem em dar o presente para ele, o titio vai dar uma linda MALA PRETA para cada um de vocês. E depois tem muito mais presentes para vocês no saco daquele homem bonzinho de barba branca. Os dois patinhos pensaram que o homem de barba branca era o Papai Noel e ficaram muito satisfeitos. Mas faltava ainda convencer o Huguinho...
Para mostrar serviço ao Pato Donald os sobrinhos disseram: - Já sei titio! Vamos fazer uma brincadeira chamada “Plenária do Consenso!" - Mas não vai ter acordo de novo! - disse o Pato Donald. - Não tem problema titio! - disse Zezinho. – Na hora eu apareço com meus 700 soldadinhos de chumbo, que eu vou trazer nos meus ônibus de brinquedo e mando eles gritarem “Arvorezinha, Arvorezinha!" - Eles só fazem o que eu mando mesmo. Ótimo, aí o Huguinho vai ter que aceitar! Vamos lá falar com ele então!
O terceiro patinho ouviu a proposta da “Plenária do Consenso”, e já desconfiando que uma grossa maracutaia estivesse em andamento disse: - Tá legal titio. Mas quem sabe ao invés de brincar somente entre nós, para ver quem ganha o presente, porque não chamamos a família TODA, e fazemos uma outra brincadeira chamada PRÉVIAS? Arvorezinha se emburrou mais uma vez e disse: -Titiôô assim não brinco mais! - NÃO PRECISA! – Disse um apavorado Pato Donald. Confie no titio, Huguinho, que vai dar tudo certo!
O resto da história vocês já sabem...

MORAL DA HISTÓRIA:
Luisinho e Zezinho são dois patinhos, mas estão mais para “IRMÃOS METRALHA”;
Huguinho, coitado, depois de cair num conto do vigário deste, passou a ser chamado de PATETA;
Acreditar que o Arvorezinha virou mesmo um bom menino é melhor dar o presente para o PINÓQUIO, afinal de contas é tudo de madeira mesmo e esse quando mente, a gente fica sabendo na hora...
O Pato Donald deveria convencer o pessoal do PT a lançar candidato para a Prefeitura de PATÓPOLIS, pois lá todo o eleitor é PATO.




Ass. Peninha
(ex-repórter de “A PATADA”, e sério candidato a perder o posto de TRAPALHÃO da família).

obs: texto recebido por este blog via e-mail

Um comentário:

Carlão de Oliveira disse...

Tenho a triste impressão que conheço o meliante que te enviou esse texto.

Carlãozinho da Bahia