segunda-feira, 30 de julho de 2007

NÃO É DE CHUVA

Temporal não é de chuva, é de tempo
passageiro, ligeiro, temporal
perene, eterno de um tempo atemporal

Na vida tudo passa: a chuva... o tempo...
Mesmo a lembrança passa,
Quando vem o esquecimento.

Mas, se insisto por um momento, existo.
E resisto à chuva e ao tempo.
Enquanto a chuva molha, eu me lembro...

Um comentário:

Carlão de Oliveira disse...

Temporal bota para quebrar no Brasilerança.

Gostei! Quase botei no nosso grupo maldito, mas achei que a cambada não merece. Um beijo e parabéns! Sou seu fã, agora também da cantora de coral.

Carlãozinho da Bahia - o abandonado