domingo, 29 de junho de 2008

CASAL DE PREGUIÇAS É ENCONTRADO NO CABULA

Logo após ser encontrada, a simpática preguiça fêmea fez pose para os fotógrafos.
Expedições científicas encontraram, esta semana, um casal de preguiças gigantes no bairro do Cabula, em Salvador. O local onde os espécimes foram encontrados é próxima a área onde estão sendo realizadas as obras do metrô, numa região denominada Parque das Mangueiras II. Dada a raridade do evento, os cientistas acharam por bem não mexer nas criaturas e mantê-las preservadas onde estão para que não deixem sua condição de mamíferos da ordem Xenarthra (anteriormente chamada de Edentata ou Desdentada), a mesma dos tatus e tamanduás), pertencente à família Bradypodidae (preguiças com três dedos) ou Megalonychidae (preguiças com dois dedos).

Ao ser encontrado, o casal não apresentou hostilidade, ao contrário, foram bastante receptivos, mas não quiseram fazer nada que lhes desse muito trabalho ou provocasse esforço. Apesar disso, a fêmea sorriu e fez pose para os fotógrafos. Mais retraído, o macho nem quis saber de exibir a sua figura na internet e preferiu preservar a sua identidade. Durante a entrevista que concederam, eles explicaram que gostam de sair e encontrar os amigos, mas como o prédio não tem elevador e o apartamento fica no segundo andar, eles têm preguiça de descer as escadas. "Descer nem é tão ruim assim, o problema é que depois a gente tem que subir, né?", afirmaram. Criaturas de hábitos solitários, os bichos-preguiça não costumam andar em pares, daí a raridade desses dois. Como os demais da sua espécie, o casal de preguiças encontrado no Cabula passa o dia inteiro sem fazer nada, quer dizer: apenas comendo, dormindo e assistindo TV. Ô vidão!!!

Um comentário:

Rafael Veloso disse...

Quando essa hibernação acaba? Estamos sentindo falta da Miss Faniquito. Isso aqui fica tão silencioso. Me faz lembrar as tardes no Convento da Soledade! Rs...

Bjos e bom restinho de férias!!!