domingo, 24 de fevereiro de 2008

FISOLOFANDO

Na vida, às vezes é preciso apanhar para aprender...
E eu estou deixando o povo se quebrar pra depois oferecer BAND-AID®.

Um comentário:

Carlão de Oliveira disse...

Não beba e não pule a cerca

Está provado que as bebidas alcoólicas causam a maioria dos desastres no trânsito, aumentam os assassinatos e violência, em resumo, não prestam.

Pare de beber, em especial se for com sua companheira e com um relacionamento tumultuado. Na madrugada de domingo, dia 9, um petroleiro e sua esposa beberam mais que a gota serena. Ele com ciúmes e cheio da mardita agrediu a companheira que imediatamente reagiu e picou, literalmente, a faca no cabra que lá mesmo foi encontrar com o Criador.

Deu-se a tragédia e agora temos uma família destruída. O petroleiro morreu. A dona de casa está presa. Cinco filhos ficaram órfãos.

Os dois comedores de água moravam juntos há oito anos no bairro da Caixa d’Água e foi a água-dura que acabou com eles.


"Violação das obrigações familiares"

Este é o nome sofisticado que americano rico diz quando pula o muro, dá um corno, pica o virote em sua esposa.

Para piorar, o cabra que usou esta expressão desembolsou algo em torno de US$ 5.500 (cerca de R$ 9.258,00) por hora de bimbada, isso mesmo, era este o preço que a prostituta de luxo cobrava para transar.

Se fosse com o coitado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ele estaria f... e mal pago. Não haveria blindagem certa para ajudá-lo a se safar dessa.

O autor do crime foi o governador de Nova York, o democrata Eliot Spitzer, que apóia a candidatura de Hillary Clinton. O bicho é tão cara de pau que levou a esposa ao pedido de desculpas ao público e a sua família na tarde da segunda-feira, dia 10.

"Agi de uma forma que violei as obrigações para com minha família, e que de alguma maneira quebra meu sentido do bem e do mal", disse Spitzer em pronunciamento público junto de sua esposa que nada falou e nada lhe foi perguntado.

Como cara de pau não tem limites, o governador Spitzer declarou também que "agora vou me dedicar a recuperar a confiança da minha família".

O governador de Nova York, Eliot Spitzer, apesar de tudo é um homem de sorte. Se ele fosse casado com nossa conterrânea da Caixa d’Água estaria emparedado na Quinta dos Lázaros.